Uma característica marcante do curso de administração é a sua abrangência, já que o egresso dessa graduação pode ser responsável pelo gerenciamento de capitais humanos, materiais e financeiros de uma instituição. Entre as várias áreas da administração destacam-se o marketing, as finanças e o Recursos Humanos (RH), esferas fundamentais à atuação do administrador. Que tal entender um pouco mais sobre cada uma delas?

Áreas da Administração

Antes de ver as diferenças entre marketing, finanças e RH, é importante lembrar que há outras áreas da administração — como o serviço público, a logística e o comércio exterior, por exemplo —, que possuem a sua devida importância. Todos esses campos estão interligados e permitem um conhecimento amplo dos processos administrativos, ainda que as áreas de marketing, finanças e RH possam também ser estudadas separadamente.

Marketing

O objetivo de qualquer corporação é ser lucrativa, o que exige que sejam construídos planos eficientes e capazes de destacarem a sua marca, promovendo-a entre as concorrentes no mercado. Essa é a premissa central do marketing, área que reúne um conjunto de conhecimentos demandados para atrair e fidelizar clientes, bem como vender produtos e serviços.

Engana-se quem pensa que os únicos responsáveis pelo marketing de uma empresa são os profissionais graduados nesse curso, já que o administrador é formado também para atuar em tal segmento. Ao definir as estratégias e metas de uma instituição, cabe a esse profissional desenvolver uma imagem positiva da marca no mercado e estabelecer o público-alvo.

O administrador que se ocupa das atividades de marketing deve elaborar estratégias e implantar metodologias para conquistar os clientes e atingir as metas almejadas pela empresa. Para conseguir fazer isso, o profissional precisará contar com conhecimentos sobre o manejo dos recursos financeiros da instituição e o quadro de pessoal com o qual poderá contar.

Finanças

O sucesso das estratégias de marketing terá pouca efetividade sobre a maximização de lucros em uma empresa se elas não estiverem aliadas à gestão financeira. Para que a satisfatória lucratividade de uma companhia seja alcançada, é preciso que as finanças sejam controladas. Nesse sentido, a gestão dos recursos financeiros de uma corporação está entre uma das principais responsabilidades do administrador.

Entre as atribuições do profissional que atua diretamente com as finanças estão o gerenciamento e o planejamento orçamentário da empresa, o controle de custos e gastos, bem como a otimização dos investimentos realizados. O administrador deve atuar, então, na análise e fiscalização executiva direta do dinheiro que circula em todas as atividades desenvolvidas pela organização.

Recursos Humanos

A gerência dos Recursos Humanos de uma empresa é fundamental para que as estratégias de marketing empregadas funcionem e também para que as finanças sejam alocadas de modo eficiente, o que significa que essas três áreas da administração devem se articular. O Recursos Humanos é importantes por lidar diretamente com a contratação e a manutenção de funcionários, cuja atuação é o que faz a corporação produzir.

São funções do administrador que trabalha especificamente com a área de Recursos Humanos o recrutamento, a seleção e o treinamento de funcionários, bem como a definição de planos de carreira, cargos e remuneração. O profissional atua ainda na criação e promoção de programas que visam à conscientização sobre os valores, políticas e metas da empresa, essencial às áreas da administração.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe com os amigos em suas redes sociais!