A filosofia é um dos campos mais antigos da humanidade e seus estudos remetem a milhares de anos atrás, notadamente com a Antiguidade Grega. Durante toda a história da filosofia, ela foi central na transformação da forma como o Homem se relaciona consigo, com a Humanidade e a Natureza. Nesse post, vamos mostrar o trajeto da Filosofia até hoje, e onde ela continua sendo uma área especial do saber e de trabalho. Confira!

A filosofia grega

A história da filosofia, em especial a ocidental, começa com os filósofos pré-socráticos, na Grécia do século VI a.C. É aqui que o sobrenatural dá lugar ao pensamento baseado na razão. Com os anos, a própria filosofia grega evoluiu, tendo como figura central Sócrates que define o universo como objeto da ciência. O pensador é influência direta de Platão e Aristóteles, outros dois pilares da filosofia clássica que dão profundidade à filosofia.

A filosofia medieval

Com o declínio do Império Helênico e o fortalecimento gradual do cristianismo, a filosofia passa a tentar conciliar a razão e a fé, e o Teologismo Cristão passa a orientar todas as demais áreas filosóficas. Os grandes nomes desse período, entre os séculos V e XII, são Santo Agostinho e São Tomás de Aquino.

A filosofia moderna

As descobertas da ciência e as profundas mudanças sociais e culturais que deram força para o Renascimento e sustentou o período também levaram a mais uma mudança na história da filosofia. A ciência passa a se afastar da Igreja e a razão volta a ser ponto central na preocupação dos filósofos. Descartes, Bacon, Hobbes, Locke são nomes importantes desse período que se estende até meados do século XIX.

A filosofia nos séculos XIX

Mais uma vez, a história da filosofia muda. Dessa vez, em um contexto de revolução industrial estabelecida e urbanização em massa, ganham força os pensamentos de Comte e seu positivismo, assim como Wittgenstein, que aprofundou os estudos de Comte. É também no século XIX que Marx e Engels transformam a filosofia ao propor que essa também seja uma ferramenta ativa de mudança social e ativa. Nietzsche também é desse período, defendendo que a filosofia deva ser uma força libertadora do homem em relação às tradições.

A Filosofia Contemporânea

O século XX foi particularmente frutífero para a filosofia. Enquanto filósofos como Lukács, Gramsci e Foucault repensam o marxismo, Husserl tenta unir racionalismo e empirismo na fenomenologia. Pensamento que estaria na base do existencialismo, de filósofos como Sartre, que consideram a experiência humana o verdadeiro objeto da filosofia.

A Filosofia no Século XXI

Séculos de desenvolvimento tornaram a filosofia um dos campos de saber mais importantes da humanidade. Hoje, existem diversas faculdades destinadas ao estudo dos clássicos, sem deixar de desenvolver pesquisas voltadas para a área. O mercado de trabalho também é amplo, passando por oportunidades para quem deseja lecionar — inclusive no Ensino Médio —, passando por pesquisa e mesmo assessoria qualificada para diversas áreas, que vão do Direito à Administração Pública, além de existir espaço em diferentes tipos de publicações para ensaístas e críticos oriundas da filosofia.

Quer receber mais informações sobre áreas do saber antes de escolher a sua faculdade? Então siga nossas publicações no Facebook, Instagram, Google+ e YouTube!