A teologia e a filosofia são disciplinas que mostram a relação entre o ser humano e a sociedade. Ambas possuem pontos de partida e abordagem distintas, mas se complementam quando o assunto é a interpretação do comportamento e da percepção das pessoas.

Conhecer esses dois saberes é importante para analisar os preconceitos formados, as aplicações de cada um deles e como isso pode ser fundamental na pós-modernidade.

Quer saber mais sobre essas disciplinas? Então, acompanhe nossas informações no post de hoje!

Fundamentos da teologia

A teologia disserta sobre o estudo de Deus e das tradições religiosas na sociedade, abordando os aspectos antropológicos e sociológicos das religiões. Sendo um conteúdo bem abrangente possui pelo menos 04 divisões: sistemática, bíblica, histórica e prática.

Os fundamentos teológicos se articulam na fé, escritura prática, magistério, linguagem e razão. A primeira delas é a capacidade de crer e compreender os propósitos dos acontecimentos. A segunda analisa os registros das escrituras antigas ao longo da evolução da sociedade e analisa os comportamentos de outrora.

Os teólogos também exercem o magistério e incentiva a prática da linguagem das religiões, e interpretação da razão diante das adversidades políticas sociais e econômicas. Além dessas atribuições também realizam trabalhos sociais inovadores com base nos aspectos teológicos.

Princípios da filosofia

 A filosofia é uma palavra grega que significa “amor pela sabedoria”. Seus princípios filosóficos podem ser aplicados em diversos contextos e são hodiernamente solicitados para justificar pontos de vista político, social, econômico e educacional.

Isso porque os pilares dessa temática são religião, política, ciência e arte. Por meio desses fundamentos, os filósofos procuram explicar os fenômenos físicos, geográficos, mundanos e tantos outros e justificam seus resultados por meio da razão

Enquanto na idade antiga a principal metodologia era o pensamento contemplativo no decorrer das evoluções  Platão que estudou os comportamentos das pessoas por meio da moral. Já a idade contemporânea avalia as atitudes, utilizando-se do pensamento crítico baseado na contestação.

Contribuições da teologia e filosofia

Os estudiosos no tema ainda possuem muito trabalho pela frente. As duas disciplinas são importantes para análise contextual da sociedade pós-moderna. Enquanto a teologia faz uma reflexão da influência dos aspectos religiosos frente aos novos comportamentos, a filosofia vai mais além e questiona algumas práticas.

Como exemplo cita-se a interpretação teológica das religiões com fundamentos empíricos e fracos em embasamento, o fanatismo religioso e o papel orientador dos líderes dessas comunidades. Também se observa a fé descomunal das pessoas na salvação de doenças incuráveis.

A filosofia é uma disciplina que contextualiza os dilemas vividos pelas pessoas e as fazem pensar em como sair desses problemas e para isso utilizam o pensamento reflexivo, independente e livre de preconceitos. Junto da teologia, faz-se questionar os aspectos que levam determinadas atitudes ao extremo e a perda da noção das consequências desastrosas.

A teologia e a filosofia tem contribuído significativamente para o desenvolvimento das sociedades. Desde os primórdios de sua geração, as duas disciplinas envolvem o pensamento e a razão como base para desenvolverem teorias, interpretar comportamentos e responsabilizar as pessoas pelos seus atos.

E você, entendeu as diferenças entre as disciplinas? Identificou-se com o fundamento de alguma? Ainda está com dúvidas? Deixe seu comentário!